A história do Tistu é feita de muitas histórias

Foram muitos motivos que fizeram com que ex-alunos nunca tenham perdido o vínculo com nossa escola [Leia mais...]

A história do Tistu é feita de muitas histórias

Há quase 10 anos atrás, a primeira turma do Ensino Fundamental do Tistu terminava o quinto ano. Eram crianças que amavam tanto sua pré-escola que suas famílias, corajosas e confiantes, entraram conosco na nova jornada. Todos foram alunos das professoras Cristiane e Guta, que passaram de ano junto com eles até o final do fundamental 1. Nunca perderam o vínculo com a escola que lhes ofereceu a base educacional para os jovens maravilhosos que se tornaram. Após essa trajetória, nossa escola segue com o coração cheio de orgulho de todos eles. A maioria  hoje cursa uma universidade.

Para o estudante de Direito, Gustavo Barbosa Camargo, o Tistu foi fundamental para sua formação humana.  “Estudei no Tistu desde o maternal até o quinto ano, antiga quarta série. A contribuição desta escola foi de extrema importância, acredito que a base recebida lá, tanto na parte de conteúdo quanto na parte humana, são coisas que levo pra minha vida. O Tistu sempre mostrou e trabalhou com a gente o lado inclusivo, de respeito ao próximo e isso fez toda a diferença no meu caminho”, ressalta. O futuro advogado afirma que a contribuição de uma escola vai muito além de apenas conteúdo. É preciso afetividade, criar vínculo com os pais e familiares para que o ensino-aprendizagem seja completo.

Com a estudante de medicina Júlia Niclewicz também não foi diferente. Estudou dos 2 aos 11 anos em nossa escola. E só não seguiu por aqui porque não tinha ensino fundamental II. “ Quando meus pais souberam que haveria a possibilidade de eu iniciar meu ensino fundamental no Tistu, não pensaram duas vezes sobre a minha permanência na escola. Hoje tenho certeza de que eles fizeram a escolha certa, pois quando terminei minha quarta série estava pronta para ir para uma escola maior tanto por ter aprendido um bom relacionamento com as pessoas quanto por ter tido um ensino forte, principalmente na área da matemática e do raciocínio lógico. Eu e meus colegas do Tistu tínhamos facilidade de aprendizagem quando saímos do Tistu para enfrentar os anos finais do ensino fundamental”, conta.