Dois anos de Tistu Yard

Programa bilíngue vem fazendo bastante sucesso com as aulas de inglês no contraturno. [Saiba mais...]

Dois anos de Tistu Yard

Completando dois anos com profissionais de excelência do ensino da língua inglesa, o Tistu Yard é um programa bilíngue que vem fazendo bastante sucesso por sua metodologia e abordagem durante as aulas de inglês no período da manhã. O programa contempla quatro atividades especiais, além de aulas com livro, que acontecem de segundas a quintas em séries variadas.

O Tistu Yard iniciou em 2017 com aproximadamente 70 crianças. Segundo a coordenação do programa só neste ano mais de 50 crianças  foram matriculadas somando 122 crianças que aderiram às aulas.   “Esse resultado é um reflexo do comprometimento dos profissionais em estimular o aprendizado e serem facilitadores dessa construção, com a exigência correspondente ao nível de ensino em que o aluno se encontra”, afirma a professora de inglês do Tistu Yard, Sêmele Zahdi.

 

Aprendizagem efetiva do inglês 

De acordo com Sêmele  o programa foi construído com base naquilo que efetivamente funciona em termos de aprendizado da língua inglesa. Além de atividades lúdicas, os professores melhoraram a metodologia da aprendizagem daquilo que é prática comum em muitas escolas, mas que muitas vezes limita a experimentação do aluno em outras áreas.

“O nosso objetivo não é fazer com que o aluno passe horas a fio estudando apenas o pré-requisito para o nível seguinte, mas sim que possa experimentar uma vivência ampla em outras áreas do conhecimento dentro da imersão no idioma”.

Ou seja, embora tenhamos o livro didático como norteador dentro de sala de aula, existem temas que são desenvolvidos através de atividades e projetos práticos.

Aulas especiais

Durante as atividades do programa, as crianças têm duas horas e meia de imersão em inglês. O diferencial, segundo a coordenadora, são as aulas especiais de educação ambiental, educação física, artes e música que acontecem como método de aprendizagem do idioma. Através dessas atividades as turmas vão se familiarizando com a língua e aprendem tanto a falar como escrever de forma mais descontraída.

“Recebemos ótimos feedbacks e demonstrações de carinho pelo programa, tanto por parte das crianças quanto dos pais. O aumento das adesões também nos mostra isso e ficamos muito felizes com essa aceitação”, disse a professora.

Além das aulas especiais, um professor  trabalha em sala com o livro didático. Os teachers das aulas especiais são profissionais de suas áreas, mas também possuem certificados de proficiência na língua inglesa. Já os professores de livro são profissionais especializados no idioma.

“É claro que também é preciso analisar o perfil de cada criança. Algumas demonstram mais afinidade e vontade em aprender um outro idioma, outras “torcem o nariz” para as aulas de livro. Mas no geral compreendem que todas as atividades que fazem são necessárias e estão ajudando no desenvolvimento delas. Essa consciência de que nem tudo a gente gosta, mas que  é necessário participar e experimentar de tudo um pouco é super positiva”, resume a professora.